SMSBVC - Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo

Perguntas Frequentes

Reciclagem

Reciclar embalagens usadas tem vantagens ambientais e económicas
Economia de Energia
Fabricar materiais a partir de resíduos consome menos energia do que fabricá-los a partir de matérias virgens. Muitos dos recursos energéticos que se poupam são fontes de energia não renováveis, como é o caso do petróleo.

Poupança de matérias-primas
Ao utilizarmos as embalagens usadas, matérias secundárias provenientes da recolha selectiva, como matérias – primas secundárias, estamos a poupar matérias-primas virgens. Alguns destes recursos naturais têm grande valor, como são os casos da madeira, da areia, do petróleo, do estanho ou do alumínio.

Redução da quantidade de resíduos nos aterros sanitários
Quanto menos resíduos tiverem como destino final um aterro sanitário, mais anos de vida útil este terá. Se todos contribuirmos, aumentamos a esperança de vida dos aterros sanitários, evitando desperdiçar recursos na construção de novos destes equipamentos. Deste modo, só deverão ser depositados em aterro os resíduos que não podem ser valorizados. É por isso que a participação de todos nós na recolha selectiva, é fundamental.

O que acontece às embalagens usadas que se colocam nos ecopontos?
Depois de recolhidas, as embalagens usadas são encaminhadas para uma Estação de Triagem, onde são submetidas a uma separação ainda mais rigorosa por tipo de material. Por exemplo, os metais são separados em ferrosos e não ferrosos; os plásticos em PVC, PET, PEAD, PP entre outros. A triagem confere aos resíduos a homogeneidade e qualidade necessárias à sua reciclagem. Depois deste processo de selecção, os resíduos de embalagens são enfardados por tipo de material e reencaminhados através da Sociedade Ponto Verde, para empresas que procedem à sua reciclagem.

Que objectos resultam da reciclagem de embalagens usadas?
A reciclagem de embalagens usadas consiste no reprocessamento e na incorporação dos materiais dessas embalagens na produção de novos objectos, num ciclo praticamente interminável, com ou sem adição de matéria-prima virgem. Através da reciclagem valorizamos os materiais de embalagem (os quais de outra forma teriam um ciclo de vida mais reduzido) e damos origem a diversos objectos que usamos todos os dias: paletes de transporte, revestimentos e placas para construção civil e bricolage, peças de vestuário, fibras para enchimento de acolchoados, lingotes de metal de alta qualidade, peças para electrodomésticos de uso comum (como esquentadores e fogões), novas garrafas e boiões, novas embalagens, livros, jornais, papel de escrita, cartão liso ou canelado de qualidade, papel higiénico, mobiliário de jardim, vasos, tubos de escoamento, caixas de cassetes, aglomerados de madeira para uso no fabrico de mobiliário, entre muitas outras coisas.

Aterro

O que é um Aterro Sanitário?
É uma instalação de eliminação utilizada para a deposição controlada de resíduos sólidos.

Como se designam as águas contaminadas produzidas no Aterro?
Lixíviados.

Como se designa o conjunto de gases produzidos num aterro por decomposição biológica dos resíduos?
Biogás.

Com que são cobertos os resíduos ao fim do dia num Aterro?
Terra.

Onde eram colocados os resíduos antes da construção dos aterros sanitários?
Em lixeiras a céu aberto.

Resíduos

Qual a produção média de lixo produzido em Viana do Castelo por pessoa por dia?
1,20 kg/dia.

O que significa a sigla RSU’s?
Resíduos Sólidos Urbanos.

O que significa a sigla RIB’s?
Resíduos Industriais Banais.

O que significa a sigla REEE’s?
Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos.

Onde se encontram classificados os Resíduos?
Lista Europeia de Resíduos.

Quais são os resíduos domésticos designados por «monstros»?
Objectos volumosos fora de uso, provenientes das habitações unifamiliares e plurifamiliares que, pelo seu volume, forma ou dimensões não possam ser recolhidos pelos meios normais de remoção.

Os resíduos que colocamos diariamente nos contentores normais são submetidos a triagem?
Não. Os nossos sacos de lixo normal ou indiferenciado são transportados pelas viaturas dos Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo até ao Aterro e não são alvo de qualquer triagem e posteriormente são depositados nos alvéolos impermeáveis.

Porque é tão importante a reciclagem e a separação dos resíduos na origem?
Para reduzir a quantidade de resíduos que são depositados em Aterro e a enviá-los para a reciclagem a fim de produzir materiais a partir de resíduos. Assim consome-se menos energia e poupam-se matérias-primas.

As fracções que colocamos no ecoponto são todas misturadas após a recolha?
Não. As fracções Vidro, Papel/Cartão e as embalagens são recolhidas pela Resulima, S.A. com viaturas com separação física no interior e são levados para um centro de triagem. Aqui, após a separação por fileira de resíduo, são compactados e enfardados, para posteriormente serem transportadas para as unidades de reciclagem.

Em Viana do Castelo existe algum Ecocentro. O que devo levar ao Ecocentro?
Sim. O Ecocentro da empresa Resulima, S.A. em Vila Fria e recebe: embalagens de plástico e metal, garrafas de vidro, papel e cartão, "monstros", verdes, pneus e entulho.

O que devo fazer com o óleo de cozinha?
O óleo resultante dos fritos deve ser colocado numa garrafa de plástico bem fechada, ou num saco de plástico bem fechado e sem ar, e ser solicitada a sua recolha diferenciada. Se no seu caso se trata de um restaurante e tem uma grande quantidade de óleo, contacte-nos para 808 200 282

Que destino devo dar ao óleo do meu carro?
Deve entrega-lo numa oficina autorizada e com “boas práticas” ambientais. Por ser muitíssimo contaminante nunca deve deitar o óleo para o esgoto ou para uma sarjeta da via pública. Se no seu caso se trata de uma oficina reparadora e ainda não tem informação sobre o assunto, contacte para 808 200 282.

 

Acessos Rápidos

factura electrónica

factura

tarifarios

leituras

Piquete

Piquete

 

reduza_consumo

Autenticação Funcionários

Menu principal

Subscrever Newsletter


SMSBVC - Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo © 2009 Desenvolvido por José Costa